A CARREGAR

Escreve para pesquisar


Música

Fresh Finds: o melhor da música na última semana

Partilhas

Com tantas novidades a chegarem-nos do mundo da música, a escolha sobre o que ouvir primeiro pode tornar-se complicada. Para facilitar as coisas, começamos cada semana a oferecer-vos uma seleção de novos lançamentos, escolhidos a dedo para uma entrada em grande. Esta ronda de novidades conta com singles, álbuns e mixtapes de Greentea Peng, Julinho KSD, Jessie Reyez, Megan Thee Stallion, Amaro, e muito mais.

 

Julinho KSD: Mama Ta Xinti

Julinho KSD tem revolucionado o panorama musical português, e já não há indiferença que resista à sua vibe e sonoridade, traduzidas em constantes hits. “Mama Ta Xinti” é o seu novo single, um tributo ao amor partilhado entre mãe e filho. A produção ficou ao cargo de Fumaxa, contando ainda com o dedo de Migz, Rubik, Dodas, e da guitarra de Henrique Carvalhal, que contribuíram decisivamente para elevar os ritmos altamente contagiantes.

“Mama Ta Xinti” encontra-se disponível nas diversas plataformas digitais, e podem espreitar o videoclip que acompanha a faixa aqui:

 

Lil Peep: Vertigo

No mergulho semanal pelas novidades lançadas, surgem projetos surpreendentes e inusitados. “Vertigo” é exemplo disso. O legado de Lil Peep obriga à recuperação de um dos seus projetos de início de carreira, que chega agora com uma qualidade incomparável ao lançamento original.

“Vertigo” é, na prática, o segundo EP de Peep, onde a escrita e produção das faixas ficaram a cargo do produtor John Mello, à época muito próximo de Gus Ahr. Composto por quatro faixas, o projeto encontra-se disponível nas diversas plataformas digitais, e “M.O.S. battery full”, “Drugz” e “Come Around” contam ainda com videoclips – podem espreitar o vídeo da última abaixo:

 

Medasin: RIPPLS

Dois anos depois do lançamento de “Irene”, primeiro álbum de estúdio do produtor de Dallas, Medasin levanta finalmente o pano sobre o seu antecipado projeto “RIPPLS”. A inspiração, segundo o produtor, provém mesmo deste interregno, que permitiu elevar o seu sentido introspectivo e capacidade de reflexão a um patamar, canalizando a sua energia criativa e convertendo-a nesta obra musical.

O resultado está aí, uma seleção de catorze faixas de produção meticulosa, que refletem a evolução sónica de Medasin e revelam um possível futuro para a eletrónica. “RIPPLS” encontra-se disponível nas diversas plataformas digitais, e podem ouvir as harmonias quentes que o compõem aqui:

 

Megan Thee Stallion: Suga

A rapper de Houston tem andado nas bocas do mundo, em parte pelo caso que a fez levar a 1501 Certified Entertainment a tribunal, mas não menos pelo lançamento “Suga”, o seu mais recente álbum. O disco revela-se um grito de guerra de Thee Stallion, deixando claro que a sua carreira na música não é algo de que pondere abdicar facilmente. “Suga” conjuga faixas carregadas de versos “sex positive” com testemunhos das suas struggles e das batalhas vencidas pela rapper ao longo do último ano.

O álbum de Megan Thee Stallion já se encontra disponível nas diversas plataformas digitais, e podem ouvi-lo aqui:

 

Knxwledge: dont be afraid, [bc]tm_s not promised

“1988” é o álbum pelo qual tanto ansiamos, mas enquanto se esconde por detrás do véu, Knxwledge faz questão de nos manter satisfeitos com alguns avanços de faixas que compõem o álbum. “dont be afraid” e “[bc]tm_s not promised” seguem-se a “learn” e “howtokope”, numa combinação das sonoridades do soul e r&b que tanto caracterizam a produção do beatmaker californiano. Acompanhadas por um visualizer animado por Rhymezlikedimez, podem ouvir “dont be afraid” e “[bc]tm_s not promised” aqui:

 

Minguito 283: Ronaldo Di Drill

Depois da boa receção de “Su Su Su” e da atenção consequente que incidiu sobre o artista do Barreiro, “Ronaldo Di Drill” é o mais recente single de Minguito 283. Como o nome da faixa sugere, Minguito regressa ao universo do drill, entre referências ao futebolista português – a comparação é simples, assumindo que veio para conquistar a hegemonia da cena drill portuguesa.

“Ronaldo Di Drill” faz-se acompanhar por videoclip que podem espreitar abaixo, enquanto aguardamos pela atuação do artista no Rolling Loud:

 

Biya: Capricho

Biya acaba de lançar “Capricho”, o seu segundo single do ano. Sob as coordenadas afro e em cima de um beat contangiante, a cantora portuense expõe a sua atitude e afirma o seu amor e respeito próprio. “Capricho” tem todos os ingredientes para se tornar num hit nos próximos tempos: uma vibe que deixa qualquer um com vontade de gingar, aliada à mensagem positiva transmitidas pelos versos entregues por um flow preciso e hipnotizante.

A produção do single ficou a cargo de benji price e Hyzer, que se faz ainda acompanhar por videoclip – podem espreitá-lo aqui:

 

Buscabulla: NTE

A dupla porto-riquenha Buscabulla, composta por Raquel Berrios e Luis Alfredo del Valle, acaba de levantar o pano sobre o single “No Te Equivoques”, estilizado “NTE”. O lançamento torna-se especialmente interessante porque chega acompanhado do anúncio do seu primeiro álbum “Regresa”, ainda mais quando a Buscabulla só lhe conhecemos os primeiros EPs.

“NTE” abraça as raízes latinas do casal, entrelaçando o funk com o pop e a voz doce e clara de Raquel. Em conversas com o The Fader, Berrios revela que a faixa procura “(…) desafiar preconceitos e ser capaz de afirmar a nossa própria identidade complexa num mundo que tenta cada vez mais simplificá-la e transformá-la em algo rentável”. Já disponível nas diversas plataformas digitais, podem ouvir “NTE” aqui:

 

Greentea Peng: Ghost Town

Cada artista tem o poder de utilizar a música como um veículo para se pronunciar sobre os mais diversos assuntos. Greentea Peng assumiu essa responsabilidade, e “Ghost Town” revela-nos um lamento sobre a gentrificação e as mudanças socioeconómicas que se fazem sentir por Londres desde o início da década passada. E se o tema de conversa é sério e merece a devida atenção, o groove ameaça roubar a spotlight, cosido por entre linhas de dub e reggae, com influências de jazz que parecem elevar a música a um universo paralelo.

“Ghost Town” radia boas energias, e podem espreitar o videoclip que acompanha o novo single de Greentea Peng aqui:

 

The Marías: Hold It Together

“Hold It Together” é o pontapé de saída dos The Marías para os seus projetos de 2020. Liderados por Josh Conway e María Real, The Marías foram levados ao estrelato pelas músicas que entrelaçam o soul e o psicadélico, com as suas harmonias hipnotizantes a tornarem “Only In My Dreams” num hit, rapidamente seguido de “I Don’t Know You”. “Hold It Together” é então o primeiro single pop do ano assinado pela banda, e uma das inúmeras canções que espelham o inesgotável tema do amor. Liderada pela voz suave e hipnotizante de Reál, somos guiados pelo tormento e a redundância nos pensamentos que assombraram María sobre um determinado alguém.

“Hold It Together” encontra-se disponível nas diversas plataformas digitais e, como de esperar, faz-se acompanhar por um videoclip – para ver aqui:

 

Lil Uzi Vert: Eternal Atake

O já mítico álbum do rapper de Filadélfia veio finalmente a público, e se as expectativas dos mais curiosos estavam para acima de elevadas, Lil Uzi Vert fez jus ao seu talento. “Eternal Atake” reflete de forma legítima o conceito de obra total, materializando todas as possibilidades que Uzi poderia ter explorado, explorando cada faixa ao seu potencial máximo. “Eternal Atake” traz-nos influências de drill, com o flow de Uzi a mostrar-se mais livre, enérgico e divertido do que nunca.

Já disponível nas diversas plataformas digitais, podem explorar e viajar pelo universo de “Eternal Atake” aqui:

 

Amaro: Pulso

O rapper da Linha de Cascais acaba de lançar o seu novo single, “Pulso”. Amaro faz parte do grupo de up-and-comers da nova escola do hip-hop português, tornando-se na primeira aposta da Good Fellas Good Music, label da qual também fazem parte Kappa Jotta e Jvst Fly. “Pulso” é um banger promissor, onde a métrica engenhosa e o flow astuto de Amara acompanham versos cheios de atitude. Produzido por Red. E, o single faz-se acompanhar por um videoclip, que podem ver aqui:

 

LON3R JOHNY, ProfJam: DAMN/SKY

“DAMN/SKY” é a dupla novidade que coliga LON3R JOHNY e ProfJam, uma colaboração que nem precisou de qualquer aviso prévio para dominar a semana. Uma faixa bipartida, “DAMN” e “SKY” diferem sónica e ritmicamente: enquanto que em “DAMN” tanto LON3R como Prof aproveitam para cantar alguns dos seus versos, em “SKY”, produzida por YZ e Kidonov, não há espaço para brincadeiras.

“DAMN / SKY” antecede o lançamento do álbum de LON3R JOHNY, e podem ver o videoclip que acompanha o single aqui:

 

Jessie Reyez: ANKLES

Enquanto aguardamos pelo antecipado álbum da cantora colombiana Jessie Reyez, intitulado “Before Love Came To Kills Us”, chega-nos mais um capítulo da obra. “ANKLES” cose-se pela crueza de Reyez, tanto pela voz como por se assumir um livro aberto diante do público. Ainda que emocional, a faixa não se deixa render ao término de uma relação que relata, sendo conduzida por um trap beat produzido por BLVK JVCK, The Monarch e ainda Alex Delicata. “ANKLES” encontra-se disponível nas diversas plataformas digitais, e podem ouvi-la aqui:

 

doing nothing but creating

Tags:

Deixa um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *