A CARREGAR

Escreve para pesquisar


Música

Injury Reserve: análise de um regresso em nome próprio

Partilhas

Injury Reserve, um trio de rap de quem fazem parte o produtor Parker Corey e os ‘emcees’ Ritchie with a T e Stepa J. Groggs, presentearam-nos com o lançamento do seu terceiro álbum, desta vez auto-intitulado, no passado dia 21 de maio.

É certo que a sonoridade de Injury Reserve é única, a começar pela produção de Corey que tem por hábito converter samples em construções sonoras intricadas, e a terminar nos versos notoriamente falados por Stepa e Ritchie onde o tema de conversa é rap. O projeto que apresentam, se por um lado amplia as vozes dos MC’s e coloca o trio num patamar de destaque, por outro permite que os convidados se sirvam das luzes da ribalta. Rico Nasty toma “Jawbreaker” como manifesto onde declara a afirmação da sua vontade, Aminé faz a entrega dos versos mais memoráveis em “Jailbreak the Tesla”: “Your engine go ‘Vroom’ and my engine go—/Elon on them shrooms/And Grimes voice gon’ be the GPS.” Já JPEGMAFIA, grita-nos aos ouvidos, tornando-se impossível ficar indiferente a “GTFU”, e Freddie Gibbs introduz-nos à secção mais melódica do álbum através de “Wax On”.

“Rap Song Tutorial”, que antecede a colaboração com Gibbs, atua como sátira à previsibilidade da sonoridade presente em diversas rap songs. Ao longo da faixa as instruções são dadas por uma voz robótica, com o intuito de guiar o produtor para a concretização de uma música de rap.

As restantes faixas serpenteiam-nos pelo mundo melódico que Injury Reserve decidiu reservar para o final. Tenha sido uma questão de acaso ou estratégia, Ritchie e Stepa aproveitam para desabafar e deixam-nos a par dos problemas e acontecimentos que tiveram lugar no passado ano, momentos antes de nos sossegar com “Three Man Weave”.

Diferente de qualquer projeto alguma vez motivado pela genialidade destes três, Injury Reserve é uma lufada de ar fresco, mesmo que repleta de versos anárquicos e batidas pesadas. É notório de que a produção feita por Cory, arrojada e desprovida de filtros, transformam os versos de Stepa e Ritchie tornando-os mais verdadeiros. No fundo, este álbum é um apanhado de tudo o que se tem passado com Stepa, Cory e Ritchie até ao seu regresso no mundo da música.

Injury Reserve, que todos os vossos regressos sejam assim.

 

Tags:

Deixa um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *