A CARREGAR

Escreve para pesquisar


Moda

Gucci levanta o pano sobre a coleção FW20

Partilhas

 

A Milan Fashion Week continua a trazer-nos todas as novidades que podíamos esperar. Desta feita, a Gucci fez desfilar as suas propostas masculinas – o que não acontecia desde 2017 – em jeito de celebração dos cinco anos de Alessandro Michele à frente da direção criativa da marca. A coleção outono/inverno 2020 propõe-se a combater os ideais de masculinidade tóxica, e revela-se um triunfo de conciliação entre funcionalidade e exploração artística.

O foco político não é, contudo, uma nota de rodapé: as notas distribuídas pela Gucci em antecipação do desfile tinham contornos de manifesto, com poucas referências ao vestuário propriamente dito. A marca italiana chamou a atenção para os ideais de virilidade como sintomáticos de problemas mais profundos, reforçando a violência de género e o sexismo, e procurou avançar o seu contributo nessa luta.

Como forma de celebrar uma masculinidade livre de obrigações patriarcais, Michele fez desfilar um conjunto de peças que subvertem as barreiras do género – propostas claramente desenhadas para homens, mas que não recusam inspirar-se em peças que associamos a um público feminino. Chegam-nos assim várias peças “cropped” – de crop tops convencionais a propostas em malha -, blusas, calças que se afastam das silhuetas clássicas, e propostas delicadas e subtis, de blusas a joalharia, com pontuais apontamentos florais. A Gucci fez desfilar modelos femininas por entre a maioria de modelos masculinos, revelando peças de coordenadas mais clássicas – caso de fatos e sobretudos – mas também acessórios e calçado, desde as incontornáveis malas até às sapatilhas de corrida que a marca tem vindo a explorar.

Acima podem espreitar a coleção outono/inverno 2020 da Gucci.

A acompanhar de perto a lenda.

Tags:

Deixa um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *