A CARREGAR

Escreve para pesquisar


Música

Fresh Finds: o melhor da música na última semana

Partilhas

Com tantas novidades a chegarem-nos do mundo da música, a escolha sobre o que ouvir primeiro pode tornar-se complicada. E por isso, no início de cada semana, oferecemos uma seleção de novos lançamentos cuidadosamente escolhidos para começares a semana em grande. A ronda de novidades desta semana conta com singles e EP’s de Galgo, Mick Jenkins, Quando Rondo, lil Tr33zy, Bombay Bicycle Club, Branko e muito mais.

 

Galgo: Garras Dadas

Tendo lançado o seu novo single no primeiro minuto do ano, os Galgo entraram claramente com o pé direito em 2020. “Garras Dadas” é o segundo single do seu esperado disco “Parte Chão”, ainda com data a anunciar, e explora um novo lado eletrónico que concede uma energia intensa à faixa através do uso de sintetizadores.

O tema conta com produção de Xinobi e Pedro Ferreira, e podem ouvi-lo aqui:

 

Mick Jenkins: Carefree

“Carefree” é a mais recente faixa lançada por Mick Jenkins, e uma pequena amostra do seu quarto album denominado “The Circus”, com lançamento marcado para dia 10 de janeiro nas plataformas digitais. A anunciação do single cumpre com a promessa de Jenkins em lançar nova música este ano, cujo último projeto “Pieces of a Man” haveria sido lançado em 2018. O tema conta com produção de Black Milk, com quem haveria colaborado no seu último projeto, e pode ser ouvido aqui:

 

Quando Rondo: Bad Vibe feat. A Boogie Wit da Hoodie & 2 Chainz

Com um álbum a caminho, Quando Rondo mantém-se proeminente com o seu novo lançamento “Bad Vibe”. O rapper de Georgia refere os clichés da vida noturna e da luxúria ao longo do single, transformando-os em anotações de gratidão e onde revê as suas tentações. Rondo vê-se acompanhado de A Boogie Wit da Hoodie e 2 Chainz, ambos em: beast mode.

O antecipado projeto “QPac” ainda não tem lançamento previsto, mas até lá podem ouvir o novo single aqui:

 

lil Tr33zy: Wolf feat. A Boogie Wit da Hoodie

Sendo o terceiro single da sua carreira, “Wolf” é a mais recente colaboração da artista, unindo-se a A Boogie Wit da Hoodie para uma faixa que espelha o seu potencial. Nas luzes da ribalta desde julho do ano passado, “Wolf” é o melhor regresso que se poderia esperar depois das pobres recepções a “It’z Whatever” e “Take It Back”. Apesar do curto portfólio, por aqui esperamos grandes projetos da parte da rapper.

Para ouvir aqui:

 

Bombay Bicycle Club: I Can Hardly Speak

Após um hiatus de três anos, as notícias – bem como as músicas – vindas por parte da banda londrina são ótimas: Bombay Bicyle Club estão de volta ao estúdio. E não só estão de volta com novos singles, como ainda nos presenteiam com a anunciação do seu album com lançamento previsto para 17 de janeiro – mesmo como quem pede desculpas por ter passado tanto tempo fora. O seu mais recente single “I Can Hardly Speak” funciona como o quarto teaser do aguardado album, revendo o tema auto-explicativo da introversão. A faixa joga dentro do familiar campo de indie rock, mas não deixa de recorrer a uma energia dançável pouco comum da banda.

Para ouvir o novo single de Bombay Bicycle Club aqui:

 

adobee. : sent you flowers. feat. Roy Blair, haroinfather

O produtor adobee. acaba de lançar o seu mais recente tema, “sent you flowers.”, numa colaboração que conta com vocais de Roy Blair e versos de haroinfather sobre um beat serpenteante. O começo da faixa rege-se por uma simples melodia, à qual se vão sobrepondo as vozes de Blair e haroinfather, snares e sons vacilantes. Revendo o tema junto do produtor:

“The main inspiration from behind that song was kinda a distance love thing. Being a person who’s not emotionally there for their partner. It’s like you’re so bad at being a boyfriend or girlfriend that you sent flowers that died to your lover. (…) The writing process was mainly what carried the song.”

“sent you flowers.” encontra-se disponível no Spotify.

 

Branko: Vinte Vinte feat. Ana Moura, Conan Osíris

“Vinte Vinte” é o mais recente tema que reúne um elenco improvável, de quem fazem parte Branko, Conan Osíris e Ana Moura. Num tema que conta com a produção de Branko (à qual se junta PEDRO), as letras que reúnem as repercussões de um amor, de lamento, e de vivências passadas ganham vida pela voz arrepiante de Ana Moura. Da parte de Conan Osíris, contamos com a entrega dos versos pelo mesmo escritos, que servem tão bem a voz de ambos.

Podem ouvir o tema que revisita os padrões rítmicos da chula aqui:

 

Wild Nothing: Foyer

O novo single de Wild Nothing antecede o lançamento do EP “Laughing Gas”, com data de lançamento prevista para fevereiro deste ano. Com inspiração musical na década de 80, a produção levada a cabo por Jack Tatum e Jorge Elbrecht transforma a faixa com sintetizadores e vocais suaves entregues por Tatum – sempre num tom confessional -, naquilo que pode ser considerado um hino de synth/indie pop.

Podem ouvir através das plataformas aqui disponíveis.

 

A Concordia: Filhos da Macumba

O segundo EP dos A Concordia já se encontra disponível, e tem o nome de “Filhos da Macumba”. O duo de guitarristas aproveitou o início do novo ano para lançar o seu mais recente projeto, e ao longo das quatro faixas encontramos diversas sonoridades. Em “Amparo”, as melodias inspiradas no flamenco ouvem-se de início, e vão-se esbatendo ao longo da faixa. “Si Yo Fuera” é sem dúvida o tema mais melódico, ao qual se segue “Equador”. “Invicta” sobressai pelos riffs e por melodias maiores.

Podem ouvir “Equador” no Youtube:

 

Cintia: Grana feat. Mishlawi (Remish)

O single de Cíntia recebe um “Remish”, o que nada mais quer dizer, um remix que conta com a colaboração de Mishlawi. O conceito já havia sido aplicado, tendo a primeira colaboração sido com Yuri NR5 em “Eu Tou Fixe”. Conta com produção de IAMSHOOH e Davwave, e podem ouvi-la aqui:

 

2 Chainz: Falcons Hawks Braves

2 Chainz aposta no lançamento de novos singles através de videoclipes, e “Falcons Hawks Braves” não foge à regra. O tema alusivo a Atlanta, refere ainda as equipas de futebol americano, basketball e baseball, que conta com a produção de Big Papito e visuais de Terrius Mykel, para ver aqui:

 

Chav: Meia Volta

Chav traz-nos um tema desinibido. “Meia Volta” é o novo single do rapper, que conta com a produção de James Gold. Sobre um beat com riffs de piano pesados e uma bassline de 808’s tóxicos, os versos atuam como uma injeção de humildade necessária para todos aqueles que parecem levar uma vida sem noção, professados num tom descontraído. Podem ouvir o seu single aqui:

 

Dream People: Dreams to Dust

Abriram para o festival Vodafone Paredes de Coura, tocaram no Super Bock em Stock e ainda apresentaram o seu disco de estreia no Musicbox: isto, com um ano de carreira. Este ano, contamos com o seu novo single “Dreams to Dust”, um tema melancólico que nos transporta à nostalgia de memórias onde por lá vivem os velhos amigos, onde se encontram os lugares esquecidos. É uma faixa que reflete sobre viver com estas memórias, e com o perder de nós mesmos, por entre guitarras quentes e dreamlike synths.

“Dreams to Dust” encontra-se disponível aqui:

 

Justin Bieber: Yummy

O novo single de Bieber anuncia o seu esperado quinto álbum de estúdio. “Yummy” revela-se como sendo um projeto colaborativo, com produção de Kid Culture, Poo Bear e Sasha Sirota. O tema marca o seu regresso desde o seu último álbum “Purpose”, que havia sido lançado em 2015, e apesar de não termos novidades sobre futuras faixas ou datas de lançamento, Bieber irá em tour em maio deste ano.

Já disponível aqui:

 

Moneybagg Yo: U Played feat. Lil Baby

O rapper de Memphis entra no novo ano em peso numa colaboração com Lil Baby. “U Played” nada mais é do que um trap beat, só que na verdade acaba por ser mais que isso: um verdadeiro banger. A produção vem da parte de Tay Keith, que rege a faixa por 808’s estridentes e snares limpos.

“U Played” está disponível aqui:

 

Pet Shop Boys: Monkey Business

Terminamos esta pequena rubrica com aquela que é a música mais funky nesta lista de novidades. Do incrível duo Pet Shop Boys, “Monkey Business” reflete o som infecioso vindo da sonoridade de sintetizadores característicos da clubbing scene dos anos 80. Com mais de 30 anos de carreira – e se não acreditam, oiçam a Always on My Mind (sim, é exatamente desses senhores de que estou a falar) – a capacidade em lançar banger mostra-se inabalável. Este tema antecede o seu antecipado album “Hotspot”.

Para ouvir aqui:

doing nothing but creating

Tags:

Deixa um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *